AS PALAVRAS COLABORAM COM A VELA DA PAZ - 2013

AS PALAVRAS COLABORAM COM A VELA DA PAZ - 2013
TRAZIDA DA ILHA DA SEREIA - LINDALVA

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

CARROSSEL DOS SONHOS ADIADOS


CARROSSEL DOS SONHOS

O livro da minha vida é um carrossel de sonhos adiados
Esculpido nas asas dum corcel perdido...
Descrito sobre o descaso e o pranto...
Folheado na história duma causa esquecida...
Guarda surpresas e lágrimas de espanto...
Quantas histórias que se encerram numa vida...
E quantos silêncios escritos nas páginas em branco...
A minha vida é tal como um carrossel... gira em torno dos meus sonhos adiados... com sinuosas ondulações... lembranças... conquistas... mágoas... injustiças... e saudades...
As paredes do meu quarto sabem histórias da minha vida que eu não posso contar... 
No ocaso do meu olhar... grito aos ventos poentes segredos que eu não quero guardar... 
Dispo-me de tenebrosas lembranças e palavras sem sentido... jogo fora as mágoas que me atormentam nos pesadelos das noites vazias... 
Se for necessário virarei o mundo ao contrário para obter alguma resposta concreta para entender esta vida abstrata... 
Sou caçadora de sóis e sonhos... luares com marés estreladas em praias desertas... de madrugadas melodiosas exalando aromas a pétalas de rosas ... e de manhãs de auroras boreais... 
Caminho entre o céu e o infinito para não me despencar no precipício dos sonhos perdidos... para encarar os silêncios mal ouvidos... para não me desesperar com os julgamentos mal digeridos... 
No meio das sombras invisíveis há um caminho por entre a escuridão duma noite sem lua... que percorro às cegas com medo de me perder na demência dos sentidos... e as nuvens brancas que enfeitam os céus são sinuosas imagens de esplendor... 
Traço e disfarço o meu próprio espaço... vivo entre as oscilações de humores... de medos e de esperanças...
As fugas e os medos situam-se em humores vazios no imo de todas as emoções...
Mas neste carrossel de ilusões fazem-me falta as noites de poesia...
As manhãs de pura magia...
E as tardes esperando o pôr do sol...
Estou tentando parar as horas e os dias...
Estou tentando fazer com que o tempo pare de correr...
Meus sonhos precisam sentir as emoções e as alegrias...
Para um necessário e auspicioso amanhecer...


By@ 
Anna D’Castro


Creative Commons License
 Todos Direitos Reservados

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Nenhum comentário:

Almada e Lisboa... as duas belas cidades beijadas pelo Tejo

Loading...

José Saramago - O Nóbel da Literatura Portuguesa

"PALAVRAS PEQUENAS... PALAVRAS APENAS..."

Ando por aí querendo te encontrar... Em cada esquina paro em cada olhar... Deixo a tristeza... Trago a esperança em seu lugar... Que o nosso amor para sempre VIVA... Minha dádiva quero poder jurar... Que essa paixão jamais será... Palavras Apenas... Palavras Pequenas... Palavras de Momento... Palavras ao Vento!... "Cassia Eller"

AGRADEÇO A SUA VISITA À *SEMENTEIRA DE PALAVRAS*...


11.gif

...VOLTE SEMPRE... DE CORAÇÃO!